O MITO DA FILMAGEM FULL HD



Oi Pessoal.


Tenho visto por aí, cada vez mais, "Profissionais" de vídeo, oferecendo Filmagem em FULLHD, entregue em DVD.


Pobre dos clientes que acreditam, por falta de informação adequada, que isto é possível. E aí aparece uma porção de fornecedores com ofertas maravilhosas ( No grupo FIRJ infelizmente aparece isto) prometendo aquilo que já sabem que não vão cumprir.


Não dá para trabalhar sério quando o cliente desprovido de informação (e aqui então justifica-se este alerta) compara apenas valores, achando que o resultado de imagem é tudo igual (nem menciono aqui a qualidade da produção) .


Então, antes da explicação mais técnica, vou fazer um comparativo de fácil entendimento. Você consegue assistir um programa de TV em HD numa televisão de tubo destas mais antigas? Se tem dúvidas, eu respondo. Não porque elas foram concebidas para leitura de 550 linhas de resolução.


As gravações em HD tem na verdade diversos níveis de resolução: desde 1280 linhas até 1920 linhas de resolução.


Acima do FullHD, já existem novas faixas de resolução que estão chegando no mercado Brasileiro e vão até 4096 linhas que é o video 4K, e já em testes, os vídeos em 8K que é o dobro disso.


Voltando então aos modestos DVDs, para eu produzir uma festa de uma hora de duração por exemplo, e gravar no DVD para rodar em um aparelho de DVD caseiro, significa que eu vou produzir um vídeo que vai rodar em seu aparelho com 550 linhas de resolução. Vai ocupar +/- 3.6 gigas de espaço e normalmente gravo no formato 720 x 480 .


Eu posso gravar em FullHD e fazer um video que possa ser gravado num DVD? Sim! desde que eu transforme ele num video comum, ou seja, preciso fazer um Downsize no arquivo para que ele seja compatível com as 550 linhas de resolução de um aparelho de DVD.


Então, da mesma forma que um aparelho de TV comum não lê alta definição, um aparelho de DVD comum também não é capaz de ler em HD.


A mas o tal fornecedor diz que ele grava HD em DVD. É possivel sim gravar em forma de arquivo, mas aí é para rodar em Computador, porque é um arquivo de Dados e não um vídeo daqueles que pode ter menú e que roda num aparelho de DVD. E mesmo que se tenha um programa que permita fazer um DVD com imagens oriundas de um HD (1280x720) por exemplo, Lembre-se a resolução máxima de um Aparelho de DVD é 550 linhas de resolução.


Quando um Profissional sério fala: Estou gravando um video em FullHD para o Cliente que me contratou, significa que:

. Ele filmou o Evento em FullHD1080p - 60 qps (1920x1080)

. Ele editou o Video em 1080p (1920x1080)

. Ele Gravou em Blu-Ray na resolução 1080p (1920x1080)


Essa é a UNICA FORMA do cliente receber um vídeo em FullHD em sua Casa e somente conseguirá desfrutar da qualidade da imagem, assistindo em um aparelho de Blu-Ray, conectado na TV com cabo HDMI.


Na pratica, nem sempre isso acontece.


Como os Videos gravados em Fullhd, geram arquivos muito pesados, muita gente do ramo, antes de iniciar a edição, compacta as imagens, para que o arquivo fique mais leve e mais fácil de editar, sem ficar "travando" o computador.


A partir daí seu video já não é mais FullHD´. Vai ser em alta definição, mas não nos níveis em que foram anunciados pelo Fornecedor. E simplesmente o cliente nunca ficará sabendo o que aconteceu de fato.


Numa outra comparação bem fácil de entender, um video em HD, gravado em Blu-Ray, tem uma imagem de 4 a 6 vezes melhor que a de um DVD comum.


Uma gravação em HDV por exemplo, são 1440 linhas de resolução e o cliente poderá receber um video 4 vezes melhor que um DVD comum.


Uma gravação em Full HD, são 1920 linhas de resolução e o cliente poderá receber um vídeo 6 vezes melhor que um DVD comum.


Existem outras variáveis. De fato o cliente receberá um vídeo em HD num Blu-Ray, com bom nível de qualidade, mas quase sempre, não saberá se o nível de qualidade recebido, é compatível com o nível de qualidade contratado. E Infelizmente esta prática que o nosso ramo adota que é (Ahhh, o cliente não vai nem reparar), é que me tira do sério. Usar de transparência com o Cliente é fundamental, mas o que mais acontece atualmente, aqui e em outros casos mais graves ainda, é o fornecedor se dar bem e o cliente pagar o Pato.


Podem acreditar. Infelizmente acontece e muito.


Eu mesmo tenho a opção atual de fazer meus vídeos em HDV (1440x1080), deixando claro para o cliente que é uma produção em HD (não FULLHD), e tenho sempre recebido um retorno positivo sobre a qualidade da imagem. Vejam: não precisei iludir o cliente falando sobre outro tipo de definição. De forma transparente o cliente pagou pelo serviço que realmente contratou e ficou satisfeito com o resultado.


Pelo menos a gente pede o torce para que aquilo que os clientes tem condições de julgar, que é observar a qualidade da produção de um vídeo em cada detalhe, possa reduzir um pouco o número tão grande de reclamações nesta área.


Afinal quem nunca ouviu alguém falar:

Fiz o video de minha festa mas não gostei. Ficou muito ruim...


Abração pessoal.






Márcio Ribeiro - Tio Sukita Produções Infantis

Um comentário:

  1. Parabéns pela matéria. È justamente o que acontece na prática.

    ResponderExcluir